Arbitragem

137ª Questão: Regra 'Peça Tocada é Peça jogada' é sempre obrigatória?

21/08/2013 - 14:02

Pergunta: Numa partida, com apuro recíproco de tempo, o condutor das negras com vantagem de material, toca no seu bispo, mas observa que não poderia jogar com essa peça, pois deixaria seu rei em xeque. O relógio não foi acionado.
Por entender que peça tocada é peça jogada, o próprio condutor das negras abandona a partida, achando que cometera
lance irregular. Foi correta a decisão do jogador?


Resposta: Ficou claro que o jogador das pretas tocou no bispo mas não efetuou o lance (nem acionou o relógio).
Não há dúvida que o abandono foi precipitado. A regra 'peça tocada é peça jogada' somente é obrigatória se o lance a ser executado for considerado legal. Se a peça estiver, por exemplo, cravada (protegendo o rei) não podendo ser movida, o jogador das pretas naquela jogada estaria desobrigado a jogar com o bispo.
Poderia fazer outro lance, conforme o disposto nos artigo 4.5 e 4.6 da lei do xadrez.

Art. 4.5 Se nenhuma das peças tocadas pode ser movida ou capturada, o jogador pode fazer qualquer jogada legal.

Art. 4.6 "final"
A jogada é considerada legal quando todos os requisitos relevantes do Artigo 3 tiverem sido cumpridos. Se a jogada não for legal, deve ser efetuado outro lance legal conforme
mencionado no Artigo 4.5

Esta questão foi-nos sugerida por Fernando Sá de Melo, de João Pessoa (PB), a quem agradecemos a colaboração.